14 de nov de 2010

Mano

Começo pedindo desculpas pela ausência e agradecendo os inúmeros emails, telefonemas e sms que recebi dos amigos se colocando ao meu lado e ao lado de minha família neste momento difícil.

Então tenho que voltar a escrever, afinal o meu irmão era um dos maiores incentivadores destes meus escritos, bem como de meu trabalho fotográfico, lógico que aprendi a escrever com os mestres da própria família, ele foi um destes.

Lá se foi ele para o andar de cima, encontro marcado com os que já lá estão e que lhe são caros. Imagino uma reunião Paiviana, meu avô, avó, pai e agora ele, tratando de dar noticias do mundo de cá. Espero que ele lembre de dizer que aqui todos ficaram mais evoluídos com a passagem dele, mais cultos, mais corajosos e mais amorosos, pois isto é fato, ninguém que viveu ao lado dele ficou imutável.

E eu desejo ao meu irmão Alcy, Sábio, Mestre do Fogo, Guerreiro, Filósofo, Escritor, Polêmico, Apaixonado, Amigo, Irmão, Companheiro de vida, que os nossos amigos de luz o guiem e o protejam sempre, assim como fizestes comigo e com tantos aqui neste mundo.

Segue o teu caminho com o amor de teu irmão, a vida nunca mais será a mesma, aquela flor de maracujá nunca mais terá o mesmo brilho, são as marcas que a vida nos deixa, e os ensinamentos nos mostram que seguir adiante é a única saida. Obrigado mano, muito obrigado por tudo! Fica bem! Nós estaremos bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário