16 de abr de 2011

As operações de Radioamador e o Código Q


Criado em 1909 pelo governo britânico e inicialmente desenvolvido para a comunicação radiotelegráfica comercial, o Código Q passou a ser conhecido ao facilitar a comunicação entre operadores de rádios de diferentes idiomas.
O Código Q é adotado internacionalmente por Forças Armadas e trata-se de uma coleção padronizada de três letras, todas começando com a letra “Q”, inicialmente desenvolvida para comunicação radiotelegráfica comercial, e posteriormente adotada por outros serviços de rádios, especialmente o radioamadorismo.
Apesar de os códigos Q terem sido criados quando o rádio usava apenas o código Morse, eles continuaram a ser empregados depois da introdução das transmissões por voz. Para evitar confusão, sinais de chamadas têm sido freqüentemente limitados a restringir sinais começando com “Q” ou tendo uma seqüência de três Q embutidos.
No radioamadorismo, o Código Q foi adotado para facilitar os contatos.
Confira alguns dos significados dos Códigos Q:
QAP – Ficar na escuta
QRA – Nome do operador ou da estação
QRG – Frequência ou faixa de operação
QRH – Há variação de sinal (1-mau 2-variável 3-bom)
QRK – Inteligibilidade do sinal (1-mau 2-pobre 3-regular 4-boa)
QRL – Estou ocupado, não interfira
QRM – Interferência de outra estação
QRN – Interferência da atmosfera
QRO – Aumentar a potência da estação
QRP – Transmissão em baixa potência
QRT – Parar de transmitir
QRU – Algo para… encomenda para…
QRV – Estar à disposição
QRX – Aguarde na frequência
QSL – Tudo entendido
QSM – Repita o ultimo câmbio
QSN – Você me escutou?
QSO – Comunicação direta ou indireta
QSP – Servir de ponte para estações que não conseguem se comunicar
QSJ – Dinheiro
QTC – Mensagem ou notícia importante
QTH – Endereço
QTR – Hora certa
QTO – Toalete
E você, o que achou deste artigo? Comente, QAP!
Fonte: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário