23 de abr de 2011

O Código RST

É comum ouvir na frequência um colega pedindo "reportagem" de seus sinais o velho "como é que estou chegando??", para formatar uma resposta fácil e rápida sobre os sinais recebidos, utilize o código RST, um dos códigos mais antigos e ainda utilizados no serviço de radioamador.

R = Readabily (Legibilidade dos sinais) 
S = Strength (Intensidade)
T = Tone (Tonalidade - usado somente em CW)

A classificação:
RST
1 - Ilegível
2 - Só poucas palavras identificáveis
3 - Legível com dificuldade
4 - Legível quase sem dificuldade
5 - Perfeitamente legível
1 - Sinais quase imperceptíveis
2 - Sinais muito fracos
3 - Sinais fracos
4 - Sinais razoáveis
5 - Sinais razoavelmente bons
6 - Sinais bons
7 - Sinais moderadamente fortes
8 - Sinais fortes
9 - Sinais muito fortes
1 - Zumbido muito forte de AC, muito rouco e espalhando
2 - Zumbido forte, rouco e espalhando
3 - Zumbido por insuficiência de filtragem
4 - Sinais de filtragem, mas ainda rouco
5 - Filtrado, mas ainda com ondulação
6 - Filtrado com pouca ondulação
7 - Som quase puro, com apenas traços de ondulação
8 - Som quase perfeito, com levíssimos traços de ondulação
9 - Perfeito e limpo

Então fica fácil responder quando solicitado o reporte de sinais, é só dizer a letra e o numeral correspondente ao percebido. Desejo que sua estação sempre chegue R5/S9!

Nenhum comentário:

Postar um comentário