30 de jun de 2011

O APRS e o Tsunami no Japão

aprs

O APRS é mesmo uma modalidade essencial na ajuda em calamidades e foi primordial para salvamento de vidas no Tsunami ocorrido no Japão.
Dave Dobbins, K7GPS, postou essa mensagem no APRSSIG e gentilmente deu-nos a permissão de publicar-la para todos.
"Fui ajudar ao pessoal do Rades/EOC e Diamond Head no Hawai na instalação do sistema de APRS. Instalamos o UI-VIEW/Precicion  Maps em um
computador que possuía um monitor de 42 polegadas semelhante ao que eu tenho em casa".
Após algumas discussões configuramos o Firewall e conseguimos a configuração do TCP/IP um dia antes do terremoto e  do Tsunami que
devastou o Japão atingindo também as ilhas Havaianas e a costa oeste da América do Norte.
Os radioamadores do Havaí trabalham na construção de uma estação remota que será colocada em uma montanha nas proximidades e será controlada via
internet. Quando concluída, ela servirá a uma grande maioria da comunidade no Havaí, com um sistema de APRS muito bom, possibilitando a comunicação
rápida e segura e no salvamento de vidas.

Como eu ajudei a desenvolver o sistema de APRS nos estados de Washington, Idaho, Montana, Oregon, Alberta, Columbia Britânica e territórios do noroeste
americano minha intenção agora é melhorar as capacidades do APRS em cada estado e em cada província, garantindo o acesso a todos e treinando
Radioamadores para garantir ajuda, no caso de catástrofes naturais, impossibilitarem os meios normais de comunicação.
Nós não fizemos muitos progressos nas instalações e treinamentos de Radioamadores no sistema de APRS aqui nos Estados Unidos e eu acredito
que isso não aconteceu porque nós ainda não passamos por um estado de calamidade sério, como o acontecido no Japão. Acredito também que todos
nós, temos que nos preparar para esse desafio porque catástrofes sempre acontecem. Espero também que o APRS seja conhecido como uma ferramenta
de solução rápida nas situações de emergência.

Quando resolvi dedicar-me na ajuda e configuração de toda a estação de APRS no Havaí eu deparei com muitos problemas e pessoas que não
disponibilizavam seus conhecimentos para os outros e acabavam trancando o desenvolvimento do sistema.
Desde que comecei a ajudá-los coloquei uma estação  base portátil de APRS via internet. Atualmente existem cerca de 15 a 20 estações de APRS,
divididas entre as ilhas de Oahu, Maui e Kauai no Havaí.

Comecei os primeiros trabalhos, na construção do sistema, mostrando para a população notícias de catástrofes naturais publicadas nos jornais e noticiários
da internet. Com esses dados em mãos consegui traçar um mapa dos locais de maiores riscos e utilizando também o Echolink obtinha informações
instantâneas das atividades dos Radioamadores e controlava todo o desenvolvimento dos trabalhos via rádio.
Com apenas uma estação e a disponibilidade de Radioamadores interessados no desenvolvimento de todo o sistema, consegui traçar a chegada das ondas
do mar nas ilhas, e também utilizava as informações do aeroporto internacional de Maui que eram ouvidas via rádio.
A idéia, na criação de várias estações de APRS e estações de ajuda, e ainda no treinamento de Radioamadores, é priorizar os trabalhos em situações de
catástrofes orientando e criando estações de rádio  que possam passar uma situação real do local onde estão instaladas ajudando as comunidades locais. 
Alguns anos atrás eu fiz um simulado de emergência em Oahu e mostrei todo o desenvolvimento do sistema APRS. Quando os participantes observaram que
as estações plotavam nos mapas e toda a praticidade do APRS eles entenderam que a facilidade em ver as estações e manter contato com as
mesmas é uma forma rápida de comunicação e de ajuda as vítimas.

Então, você Radioamador, deve conhecer o sistema APRS para que nós possamos formar uma rede segura na ajuda de pessoas que realmente
necessitam de um equipamento fácil de operar e que  pode salvar vidas.  Imagine-se perdido em um local onde não existe nenhuma comunicação e
onde você esta em seu veículo com o APRS conectado  ao rádio e que em situação de emergência você poderá entrar em contato com qualquer estação
que lhe oferecerá ajuda imediata. É isso que está sendo feito nas regiões e nos países onde acontecem catástrofes e onde existem Radioamadores conscientes de que apenas o conhecimento e a ajuda pode salvar uma vida.

Fonte:
MAURICIO BERALDO PY4MAB
py4mab@amsat.org 
http://br.groups.yahoo.com/group/ISSFANCLUBEBRASIL/

Nenhum comentário:

Postar um comentário