11 de jul de 2011

IARU – União Internacional de Radioamadores

A IARU, sigla da União Internacional de Radioamadores, foi criada em Paris, capital da França, em 1925, com a participação dos radioamadores de vários países, tendo sido, desde então a guardiã e porta-voz da comunidade mundial dos radioamadores numa vigilância constante e permanente para a colimação de suas finalidades. Tais como: A preservação da União e a conservação e ampliação das bandas outorgadas aos permissionários do Serviço de Radioamador, dentre outras.
A Direção da IARU está sediada em suas várias Sociedades Membros. Por exemplo: na Argentina, no Radio Clube Argentino; no Panamá, na Liga Panamenha de Radioamadores; no Brasil, na Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão - LABRE, e assim por diante, que exercem sua autoridade, votando da maneira prevista no Estatuto da União.

Cada sociedade membro, representando um país em separado, e só é reconhecida uma associação de radioamadores em cada país, e esta terá direito a um voto. Atualmente, são em número de 140 as Sociedades Membros da IARU, em todo o mundo, cabendo a cada uma delas a designação de um membro para representá-la, conhecidos como ”IARU Liaison Officer”, que é responsável pelos assuntos internacionais da Sociedade.

A IARU está dividida em três Regiões, designadas por números arábicos de 1 a 3 que, por sua vez, se subdividem em Áreas designadas por letras. A Região 1, é constituída pela Europa, África, países da ex-União Soviética e Oriente Médio, excetuando-se desta, o Irã e a Mongólia; a Região 2, está constituída pelas América do Norte, do Sul e Central, o Caribe e as Ilhas do Havaí, Midway e Johnston; e finalmente, a Região 3, é constituída pela Ásia e Oceania.

Apenas como exemplo, a Região 2 está subdividida em Áreas que vão da Letra “A“ à “G”. O Brasil, Colômbia, Peru, Bolívia, Equador e Venezuela, pertencem à Área “F”, Região 2, da IARU.

Apesar da IARU não ter direito a voto nas conferências e reuniões da UIT é credenciada como Observadora. Esse credenciamento lhe possibilita atuar de maneira positiva em prol das reivindicações necessárias à implantação das atividades radioamadorísticas mundiais.

Um exemplo marcante dessa sua atuação como Observadora credenciada, ocorreu durante a Conferência Administrativa Mundial de Rádio (CAMR), realizada em 1979, mais conhecida por todos os radioamadores como WARC-79, quando a equipe de observadores da IARU, liderada pelo seu Presidente, o radioamador Noel Eaton, VE3CJ, conseguiu obter a realocação e outorga para os permissionário do Serviço de Radioamador, as bandas de 12, 18 e 24Mhz, até então outorgadas aos permissionários de outros serviços.

Como podemos concluir após essa breve explanação, a IARU, não é só uma associação de Sociedades de radioamadores, mas uma Entidade a qual os radioamadores de todo o mundo devem prestigiar e dar todo o seu apoio, pois da sua permanente vigília junto aos órgãos internacionais competentes (e as vezes os nacionais de alguns países) é que resultam os nossos direitos e privilégios no campo das telecomunicações. Pois, como já é de nosso conhecimento, atualmente não existem mais segmentos de freqüências desocupados e a briga dos países para a realocação e outorga de segmentos existentes é muito grande.

Fonte: LABRE – Paraná

http://labre-pr.org.br/pages/iaru.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário