20 de set de 2011

Você foi rastreado Sr. X

Esta semana foi particularmente agitada com muito trabalho e inúmeros afazeres, nada como aquele momento de mais puro prazer ao ligar o rádio e conversar um pouco com os amigos na PY2KDO - 147.330 - Jundiaí/SP, mas justo esta semana um pré fixado “velho de rádio” resolveu afogar as mágoas que não couberam no copo, soprando no ptt para atrapalhar as rodadas, pois bem, já que não tinha muito o que fazer fomos rastrear o nobre emissor de tal portadora, antes de sair um café novo já tínhamos o registro de sua portadora, às vezes reduzida outras aumentada a potência de TX, comparada com os dados em arquivo – 1 ano de portadoras registradas – não foi difícil localizar a coincidente, para não restar dúvidas realizamos mais três leituras exatamente iguais, a euforia que tomou conta dos presentes ao encontrar o sinal idêntico deu lugar a enorme desapontamento, por identificar que tratava-se exatamente de um conhecido nosso a quem passo a chamar de Sr. X.

A algum tempo atrás o Sr. X se meteu em um calabouço de confusões no rádio, ficou ausente e retornou a pouco tempo, já se esqueceu como tudo começou e principalmente como terminou.

Provavelmente você ficou sem entender quando eu e o amigo Edson tentávamos nos cumprimentar e você Sr.X que soprava no ptt ficou sozinho sem ouvir reclamações, naquele momento estávamos por telefone falando sobre V.Sa. que tantas vezes foi bem atendido, prolongou QSO´s, encontrou-se conosco em ocasiões festivas, trocamos amenidades e por fim tomou este caminho. Resta lhe dizer que é pública a sua manifestação e já conhecida dos que mais você conversa, perceberá isto quando olhar nos olhos destes vossos “colegas” que permanecerão te assistindo, até que chegue a hora de denunciar você. É sempre bom acreditar que o homem pode e deve mudar para melhor, eis ai a sua chance.

Os amigos que se conquistam pelo rádio são fraternos, mas não os confunda com inocentes que se subjugam ao seu prazer, largue mão disto e trate de viver em paz, ninguém tem culpa de suas decepções pessoais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário